terça-feira, 26 de abril de 2011

Pipoqueiro famoso de Curitiba vira empreendedor individual

Notícias

Valdir Novaki diz que decisão vai melhorar atendimento e já tem planos de contratar mais um funcionário

Da ASN Paraná

Curitiba - Valdir Novaki, conhecido como Valdir, o Pipoqueiro, é o mais novo empreendedor individual do Paraná. Sua formalização foi feita na semana que passou, na sede do Sebrae no Paraná, em Curitiba.

Com o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) em mãos, o empreendedor, famoso no Brasil por suas palestras sobre empreendedorismo, atendimento e varejo popular, pode, a partir de agora, emitir nota fiscal e desfrutar de vantagens previdenciárias e empresariais.

“Busquei a formalização para atender cada vez melhor meus clientes e fornecedores. E também porque eu não contribuía para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Agora terei condições de contratar mais um funcionário”, justifica Valdir Novaki, hoje com 40 anos.

Os clientes de Valdir contam com cartão-fidelidade, que dá direito à pipoca de graça depois da compra de um determinado número de pacotes; kits de higiene, composto por guardanapo, álcool 70, palito de dente, bala de hortelã e sachê com fio dental; e atendimento 100% personalizado.

"O comércio precisa atender bem. Para isso, tomei cuidados. Antes de vender a minha pipoca reuni 30 potenciais clientes e os dividi em seis grupos. Os potenciais clientes provaram o produto até aprová-lo. Além disso, mantenho medidas precisas, tanto para fazer pipoca doce quanto para fazer a salgada. Daqui a 20 anos, meus clientes comerão a mesma pipoca."

Por R$ 2,50, valor cobrado por um pacote grande com pipoca doce (com coco ou achocolatado) ou salgada (com bacon), Valdir promete o que os especialistas em varejo chamam de “experiência de consumo”.

“Uso um pacote especial (para não passar gordura), óleo de primeira, dou ‘chorinho’ para meus clientes e sempre, de segunda a sexta, das 11h30 às 19h30, o carrinho do Valdir está a postos, atendendo.” A receita deu certo. Hoje, são inúmeros os pedidos de franquia, ainda sob a análise do empreendedor. O que mais chamou a atenção está em seu site www.pipocadovaldir.com.br, um pedido vindo do Marrocos, na África.

Trajetória

Em São Mateus do Sul, onde nasceu, Valdir Novaki era boia-fria, filho de uma família numerosa. “Meus irmãos diziam para eu ser caminhoneiro, mas eu dizia que queria trabalhar com venda de pipoca e que isso daria dinheiro.”

Mas antes de trabalhar com pipoca, o caminho profissional foi árduo. Valdir Novaki atuou como lavador e manobrista de carros. Também trabalhou durante longo período numa banca de revistas, na Praça Rui Barbosa.

Aliás, o sonho de ter seu próprio carrinho de pipoca nasceu vendo a movimentação dos camelôs e vendedores ambulantes que circulavam na Rua Barbosa. “Em 1992, entrei com um pedido para trabalhar na praça.”

Foram 14 anos entre o pedido de ponto comercial até autorização concedida pela Prefeitura de Curitiba. No dia 24 de agosto de 2006, Valdir Novaki passou a ter ponto fixo, na Praça Tiradentes, outro cartão postal da Capital.

“Quando me perguntam o que gosto mais, se dar palestras sobre o meu caso de empreendedorismo ou fazer pipoca, sempre digo que gosto mais de fazer pipoca e de manter contato com os meus clientes”, assinala.

Serviço
Agência Sebrae de Notícias no Paraná (http://asn.sebraepr.com.br)
sebrae@pr.sebrae.com.br
Coordenação: Leandro Donatti - Registro Profissional 2874/11/57-PR
Telefone: (41) 3330-5895 ou (41) 9962-1754 ldonatti@pr.sebrae.com.br

Fonte: Agência Sebrae

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário